www.janjacomo.com.br contato@janjacomo.com.br Janjacomo Sociedade de Advogados @janjacomosociedadedeadvogados

O que é Bitcoin?

Atualmente, já é conhecimento comum que as criptomoedas são consideradas uma verdadeira revolução tecnológica, mas pouco sabem que é de tamanha proporção que podemos considerá-las até como a reinvenção do sistema financeiro mundial. Porquanto, no momento que garantem transações intercontinentais em tempo real, de forma segura e eficaz, concedem aos seus proprietários o tão aclamado e desejado anonimato em tempos de BIG DATA, onde “sabe-se tudo sobre todos”.

Todas as criptomoedas possuem uma origem em comum, o Bitcoin, sendo que cada uma delas possui suas próprias individualidades e características, como uma liquidez mais rápida, transações com anonimato completo, e por assim em diante, mas todas possuem o mesmo código fonte do Bitcoin.

O Bitcoin foi criado pelo aclamado Satoshi Nakamoto, sendo que em 2008, dentro do grupo de discussão Cryptography Mailing, ele foi apresentado como uma fórmula matemática e, a partir de 2009, a moeda passou a existir da forma como sabemos.

As criptomoedas são um inovador método de pagamento digital que opera com tecnologia criptografada peer to peer, mesma tecnologia utilizada pelo aplicativo WhatsApp, conjuntamente com a tecnologia BlockChain, sem a interferência direta ou indireta de autoridades governamentais, bancos centrais e instituições financeiras tradicionais, por se tratar de uma rede descentralizada, garantindo ao usuário um método de pagamento eficaz, célere e anônimo, assim como proporciona ao mesmo a possibilidade de realizar diversos pagamentos em qualquer parte do globo sem a burocracia governamental, bancária e cobrança excessiva de tributos ou taxas.

O blockchain é uma tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança e funciona como um livro-razão, só que de forma pública, compartilhada e universal, que cria consenso e confiança na comunicação direta entre duas partes, ou seja, sem o intermédio de terceiros. Este, está constantemente crescendo à medida que novos blocos completos são adicionados a ela por um novo conjunto de registros. Os blocos são adicionados a blockchain de modo linear e cronológico. Cada nó, qualquer computador que conectado à essa rede, tem a tarefa de validar e repassar transações, obtendo uma cópia da blockchain após o ingresso na rede. A blockchain possui informação completa sobre endereços e saldos diretamente do bloco gênese até o bloco mais recentemente concluído. Contudo, de forma criptografada, sem a ciência de terceiros, pois em todas as transações, ambas as partes são lidas como se fossem códigos.

Logo, Bitcoin é uma criptomoedas dentro de um universo de tantas outras moedas criptografadas, sendo que pela sua origem e peronismos, ele é o mais famoso e atualmente com maior valor mercadológico em comparação com as demais moedas.

Em razão de sua utilidade inovadora, garante ao usuário segurança, velocidade e anonimato nas transações, esta criptomoeda, passou a ser reconhecida dentro do sistema financeiro mundial, como uma commoditie digital ou aditivo digital, ou seja, um novo método de investimento para todos os potenciais investidores.

Evidente que pela falta de uma legislação nacional ou internacional capaz de regular as criptomoedas, muitos investidores em potencial ou agendes financeiros tem receio de adentrar ao mercado das moedas digitais, pois além da omissão legal para regularizar a operação, as moedas digitais passaram a ser usadas de diversas formas para financiar ou divulgar práticas ilícitas em torno do mundo.

Fechar Menu